Pes 2017 x Fifa 2017 Quem é o Melhor?

Postado em

pes-2017-vs-fifa-17-comparison-640x325

A Konami sempre foi líder incontestável no mercado de games de futebol. Do International Superstar Soccer, passando por Winning Eleven até as primeiras edições do Pro Evolution Soccer, a empresa era a preferida dos jogadores, enquanto a EA e seu FIFA eram apenas coadjuvantes sofríveis (sim o Fifa era um horror nas suas primeiras versões).

Mas em meados de 2009/2010. A Konami deixou espaço e criou jogos que não eram mais a unanimidade em termos de jogabilidade e diversão.  A EA que já se consolidara como uma gigante no mercado de jogos de esportes aproveitou a brecha da concorrente e investiu pesado na franquia Fifa gerando uma concorrência a altura e ganhando o mercado de uma vez por todas. Desde então as duas empresas travam ano pós ano uma luta inglória para ver quem é o melhor jogo de futebol, mas será que existe um campeão nessa disputa?

fifa-17-vs-pes-17-real-madrid-faces-comparison-youtube-thumbnail

Gráficos e Jogabilidade

Quando falamos de gráfico e realidade na jogabilidade o Pes 2017 é de longe muito melhor acabado que o Fifa. O fifa tem uma jogabilidade mais fluida no corpo a corpo e nos dribles, mais os movimentos dos jogadores assim como a sua desenvoltura são muito longe do real, além da modelagem dos jogadores quebrar um pouco o impacto que um simulador propõe. O Pes 2017 também caprichou nos estádios, entre eles os das licenças exclusivas de Liverpool, Borussia e Barcelona, trazendo o Anfield, o Camp Nou e o Signal Iduna Park de uma maneira sublime e com um detalhamento de arrepiar.

Sempre se falou que o Pes é um Arcade game e o Fifa um simulador e por tempos isso foi um senso comum tanto entre analistas quanto em consumidores mais atentos, a proposta da Konami com a versão 2017 do seu jogo foi a de quebrar esse paradigma e alinhar sua jogabilidade para uma naturalidade maior com a bola na grama e isso de fato ocorreu, algo que FIFA tinha aprimorado desde 2010.

O jogo da Konami está mais cadenciado, favorece o toque de bola, mas também sendo mais realista com os que prezam o talento individual. A inteligência artificial dos jogadores também teve melhorias, especialmente os goleiros que agora pegam muitas bolas difíceis (apesar de alguns frangos) e atacantes, que agora se colocam melhor para receber os passes.

De outro lado o Fifa manteve o que já vinha apresentando ano após ano, o jogo tenta simular e na maior parte do jogo apresenta uma jogabilidade agradável, apesar da quebra de imersão por conta dos gráficos mais simplistas o jogo é de fácil assimilação e de comandos eficazes. Se você controlar o uso do L2(LT no Xbox) você dominará 70% do jogo. Além disso o Fifa vem tentando corrigir falhas graves de edições anteriores, como as cabeçadas do fifa14, a correria desenfreada do fifa 15, e as lambanças da IA no 16. O Fifa 17 ´um jogo extremamente mais equilibrado o que torna as partidas mais fluidas.

capaaaaaa

IA e Táticas

No caso da Konami, não há o que se dizer, a disposição tática dos times está perfeita. Se você configura um time para atacar ele irá atacar, se você o configura no famoso tik taka ele jogará no tik taka, se você o ajusta para fazer marcação pressão ele fará marcação pressão. Simples, prático e eficiente.

No jogo da EA, temos isso de maneira genérica quando você ajusta as táticas personalizadas, tendo também as opções de jogar com marcação em pressão, lançamentos, posse de bola, mas você consegue sentir isso muito menos durante o jogo, durante a partida parece que as táticas ficam em segundo plano, por um quesito polêmico que já foi admitido até pelos produtores da franquia: O Handicap.

A formula seria mais ou menos a seguinte:

O que pode mudar de acordo  como o jogo está

Um gol a mais nos primeiros 5 minutos -> aumenta dificuldade em 0,25

Um gol a mais nos primeiros 20 minutos -> aumenta dificuldade em 0,25

2 gols a mais em qualquer momento do jogo -> aumenta dificuldade em 0,25

70% ou mais de posse de bola depois de 20 minutos de partida -> aumenta dificuldade em 0,25

Mais de 5 chutes 30 minutos -> aumenta dificuldade em 0,15

Mais de 10 chutes ao gol -> aumenta dificuldade em em 0,1

Perdendo em qualquer momento no jogo -> diminui dificuldade em 0,1

Sem chutes ao gol depois de 30 minutos de jogo -> diminui dificuldade em 0,2

Menos de 30% de posse de bola após 30 minutos de jogo -> diminui dificuldade em 0,2

2 chutes ou menos ao gol após 60 minutos de jogo -> diminui dificuldade em 0,2

4 chutes ou menos ao gol após 80 minutos de jogo -> diminui dificuldade em 0,3

Perdendo por 2 ou mais gols -> diminui dificuldade em 0,1

Essa formula explica o porquê de parecer que o jogo foge ao seu controle, e mesmo você sabendo que joga mais que seu adversário ele consegue muitas vezes equilibrar a partida e muitas vezes vencer o jogo. Quando esse script entra em cena fica difícil qualquer tática e formação se sobressair.

Mas a Konami não é só flores também, o jogo quando saiu na sua versão final apresentava um desbalanço em relação aos gols de cabeça, depois da primeira atualização corrigiram e talvez tenhamos tido o jogo mais equilibrado em toda a franquia e de melhor jogabilidade, mas depois da última atualização o jogo voltou com os gols de cabeça excessivos e trouxe uma mecânica de imprevisibilidade que desagradou muitos fãs. A maioria das jogadas de ataque viraram um pebolim constante (apelidado carinhosamente de “Pesbolim”). Bate rebate na zaga, falhas bizarras e rebotes dos goleiros longe da física real apenas para favorecer os gols de saírem mais fáceis. Isso acabou tirando muito da diversão e competitividade que estava agradando tanto.

pes-2017-1fifa-17-359242-1474538360-high

Modos de jogo

O PES sempre teve a Master Liga. No game, ela segue o que já foi apresentado na mais recente geração, alinhando de forma equilibrada a experiência dentro do gramado e a administração do clube, apesar de muitos fãs acharem que a própria konami boicota a master liga por conta do My Club.

Outro destaque é o MyClub. Um modo de jogo divertido, mesclando aspectos da compra de itens com o gerenciamento do clube na Master Liga, é o carro chefe do online da Konami mas há de se admitir, aqui o jogo da EA ganha de goleada. A principal cobrança dos fãs da Konami seria a falta de servidores dedicados o que dificulta as conexões e acabam por prejudicar a experiencia quando se joga online contra outras pessoas ao redor do mundo.

A EA que possui servidores dedicados investiu muito bem nos seus modos de jogo online, Ultimate Team e Draft, além de ter apresentado o modo carreira. Fora que ainda dentro do ultimate team criou a Weekend League que ao jogar você pode se classificar e ter a chance de disputar para entrar no top 100 mundial podendo se ranquear pra disputar competições e seletivas que podem levar ao torneio internacional de Fifa.

pes fifa

Licenças e Marketing

O óbvio se faz presente aqui, a Konami não tem mais a licença das principais ligas do mundo, e clubes como o Real Madrid ficaram de fora das suas versões originais, sendo apresentados totalmente de forma genérica. Realmente esse pode ser considerado o calcanhar de aquiles da produtora japonesa que vê a cada ano a concorrente aos poucos criar um monopólio no que tange as ligas ao redor do globo.

O Fifa 17 além de ter as principais ligas do mundo apostou em contratos de exclusividade com grandes clubes (como a Juventus), assim como a konami fez com alguns times já citados antes, e gastou uma grana no marketing comercial da marca ao redor do mundo.

Fora esses aspectos ainda temos a dublagem que é um ponto problemático para PES. Se na edição 2017 a chegada de Milton Leite no lugar de Silvio Luiz parecia ser a solução, a falta de sincronia e a escolha equivocada de frases acabou por prejudicar demais o produto final. Do outro lado temos Caio e Thiago Leifert já consolidados na narração e com um esquema de descontração que agrada a maioria dos fãs do jogo.


Quem Ganha?

PES 2017 é sem dúvida o melhor futebol feito pela konami em anos, mas na comparação com o Fifa 17 perde na maior parte dos quesitos, principalmente no extracampo. Apesar da jogabilidade melhor e de gráficos excepcionais o marketing da concorrente e a fanbase não deixam mais o jogo da konami reassumir o topo quando se trata de futebol virtual.

Além de todos os fatores já citados temos de falar das duas empresas que são as responsáveis pelo desenvolvimento dos jogos, uma disputa bem injusta por sinal. Seria mais ou menos como comparar um mercadinho de bairro com uma grande rede de supermercados. Visto que a EA é uma desenvolvedora de milhares de jogos e a concorrente tem apenas o Pes como seu carro chefe.

Apesar de tudo isso, o Pes ainda é um jogo extremamente rentável para a konami, juntando todas as plataformas Pes 2017 vendeu 1.100 milhões de unidades, leve em consideração o valor de venda e os lucros com o My Club teríamos mais ou menos 250 milhões de receita. Para um jogo do tamanho de Pes que não deve custar nem cerca de 20 milhoes para ser produzido, entre licenças e marketing. O retorno para a konami deve ser por volta de 200 milhões. Os lucros da EA com o fifa 17 são astronômicos visto que vendeu 20 vezes mais que o concorrente e também é um pouco mais caro nas prateleiras.

Enfim esperamos que os dois jogos continuem se antagonizando pois isso é bom para nós consumidores, que temos opções de jogos diferentes e fugimos do monopólio e da mesmice de apenas uma franquia ditando o mercado.

O que esperar do Pes 2018 e do Fifa 18?

fifa-17-vs-pes-2017-trailer-640x360-1473764829-800

Por Lucas Dalagminon 

Edição Jefferson Lobo (@jeffersonwayne)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s